26 Dicas Que Irão Facilitar e Muito Sua Vida na Costura


PONTOS DE COSTURA FEITOS À MÃO
Para que está a dar os primeiros passos na costura os pontos de costura feitos à mão são importantes e essenciais.

Tome atenção ao processo que exemplifico nesta publicação pois eles são muito úteis quando passar à prática porque cada um deles tem uma função diferente.

PONTOS DE COSTURA FEITOS À MÃO.

PONTO DE ALINHAVO-Este ponto é o mais simples e é usado para unir os tecidos em costura temporária enquanto se leva à máquina. Consiste em fazer uma linha tracejada com espaçamentos iguais por forma a segurar dois ou mais tecidos.

PONTO CORRIDO-O ponto corrido é como o alinhavo, mas com um espaçamento bem menor das linhas tracejadas. Ajuda quando estamos a coser na máquina e rebenta a linha e temos de emendar o fio.

PONTO ATRÁS-O ponto atrás é um ponto de costura bem forte, usado para refazer costuras desfeitas. Comece por trazer a agulha do nó para o ponto 1. Insira a agulha no tecido no ponto 2 e por trás traga para o ponto 3. Volte atrás para o ponto 4 e recomece o movimento passando a agulha por trás do tecido.

PONTO LUVA-O ponto luva é usado para segurar as bordas dos tecidos que têm a tendência de desfiar, a este ponto em linguagem corrente chamamos chuleio. Os pontos são feitos na diagonal, de modo a pegar 3 ou 4 fios do tecido que pretendemos proteger. O espaçamento é curto e uniforme.

PONTO INVISÍVEL-Extremamente útil o ponto invisível resolve vários problemas. Feito com uma costura bem baixa, usa-se para unir duas bordas dobradas de tecido ou uma borda dobrada e uma bainha, ou para dar pontos finais em peças de artesanato. Devemos passar as dobras a ferro e esconder o nó na parte dobrada. Trazemos a agulha para a frente, pegamos poucos fios de tecido e retornamos para dentro da dobra. Voltamos com a agulha para fora e repetimos sucessivamente. A costura não deve aparecer pelo lado de fora, e os pontos maiores ficam do lado do avesso.


PONTO CRUZADO/BRUXA-O ponto cruzado ou ponto bruxa é um ponto forte, não só é usado na alta-costura como também na alfaiataria para fazer bainhas, pregar telas etc. Ao usar este ponto nas bainhas evita o chuleio. Comece por trazer a agulha do nó para o ponto 1, insira a agulha no tecido no ponto 2 na parte superior e volte para o ponto 3 na parte inferior. Volte à parte superior para o ponto 4 e assim sucessivamente.

Dicas para adquirir sua máquina de costura

Antes de sair em busca da máquina perfeita, é preciso considerar alguns pontos, e pra isso sugiro que pegue caneta e papel.

1: INFORME-SE!

Pesquise quais tipos de máquinas estão disponíveis no mercado e as principais funções que cada uma oferece. Para quê cada modelo é mais indicado.

2: QUAIS AS SUAS REAIS NECESSIDADES?

Defina quais produtos você quer fabricar, que tipo de costura e acabamento você vai precisar fazer nas suas produções, se vai trabalhar com malha ou tecido plano, tecidos leves ou pesados, se vai fazer bordado ou patchwork, se tem espaço no seu cantinho para uma máquina com bancada ou se tem que ser uma portátil, se vai pregar botões, abrir casas, qual o valor máximo que você pode pagar e se já tem preferência por alguma marca. Essas são as perguntas que considero essenciais em fazer antes de comprar uma máquina. Assim fica mais fácil decidir o modelo ideal.

3: NOVA OU USADA?

Algo importante a ser pensado é se você prefere uma máquina nova que vai te dar garantia de 1 ou 2 anos dependendo da marca e loja, caso precise de um técnico (como eu precisei quando comprei minha reta industrial pois não sabia passar a linha e a máquina não costurava! Minha sorte é que era nova e a garantia cobria o serviço técnico por 1 ano e economizei R$70,00 só pra passar a linha no disco de tensão que tinha passado mas só que frouxo!) Ou seja, valeu à pena comprar nova e com garantia NO MEU CASO, pois no dia seguinte teria que gastar com um serviço que não teria direito caso fosse semi-nova, e o problema era só passar a linha no disco!

Não quero aqui fazer apologia rsrs à comprar máquinas novas, até porque minhas outras 2 máquinas, overloque e colarette,ou galoneira, comprei semi-novas. A questão é saber o que é prioridade pra você! Economizar, levando em consideração que as semi-novas são sempre mais em conta, ou pagar mais caro se você estiver disposto ($$), e ter a garantia dos serviços técnicos pelo menos até você mesma aprender a resolver com o tempo, porque é natural agente acaba aprendendo. Isso só você poderá decidir! O objetivo aqui é fazer você refletir e ter a certeza do que irá fazer na hora da compra. Só quero deixar uma dica extra super importante! Não é porque é de segunda mão que você precisa comprar de qualquer pessoa, as próprias lojas de máquinas novas, vendem máquinas semi-novas! Isso significa que mesmo você não comprando uma zerada, vai levar um produto de qualidade, por um preço mais barato,COM NOTA FISCAL, vale também porque as lojas vendem as máquinas já reguladas! #FikDica! rsrs

4: FAÇA UM TESTE DRIVE!

Nunca compre uma máquina ou qualquer aparelho sem antes testar! Desconfie se o vendedor disser que não pode ou não dá pra testar a máquina por esse ou por outro motivo. Se recuse a comprar principalmente se for semi-nova! Leve sempre um retalho, linhas, agulhas e tesoura na bolsa quando sair para comprar uma máquina de costura. Um kit básico! rsrsrs desse jeito você elimina qualquer desculpa de não ter tecido ou linha para o teste.

5: PEÇA AS CARACTERÍSTICAS DA MÁQUINA AO COMPRADOR!


Mesmo as máquinas aparentemente iguais, como as retas, tem suas peculiaridades. Coisas que uma tem e outra não e por ae vai. Peça sempre que o vendedor te passe algumas dicas de manuseio, de como passar a linha principalmente! Pra não fazer igual a mim! Se for uma máquina industrial existem as agulhas de cabo fino e cabo grosso. Não são como as domésticas que as agulhas são universais. Na hora de comprar uma agulha por exemplo, você precisa informar o nº e dizer se o cabo é fino ou grosso, o mesmo vale para a colarette, ou galoneira rsrs mesma coisa. Os “acessórios”, digamos assim, das industriais também tem encaixes diferentes das domésticas, como as carretilhas, passadores de viés, sapatilhas de franzir, de zíper invisível, de casear e por ae vai. Por isso é importante pedir informações quanto a esses aspectos.

Pronto! rs Esse é o primeiro passo antes de decidir pela máquina que melhor vai te atender! Agora você já dever ter escolhido sua queridinha ou pelo menos já eliminou algumas da sua lista. Caso você não conheça marcas, modelos e precisa de dicas mais específicas, abaixo mostro alguns modelos que tenho,uso, e indico. É obvio que existem outras marcas no mercado que são tão boas quanto, mas não posso indicar o que nunca usei! Por isso a lista é pequena mas já deve te ajudar!

Elna Sew Fun

IMG_2311É uma máquina doméstica que atende todas as necessidades de uma costureira que não produz em grande escala.Custo benefício muito bom além de encontarmos facilmente acessórios para serem adaptados como calcadores. Com esta máquina desenvolvi todo meu curso online gratuito de costura, e mostrei que é possível realizar todas as etapas de uma produção usando apenas uma máquina doméstica, e esta em especial é minha queridinha! Veja onde encotrar uma Elna em sua região no site AQUI!

Reta Industrial

A necessidade de adquirir uma máquina reta industrial surgiu com a conquista de novos clientes e com a variedade de modelos sob medida. Isso me exigiu cada vez mais aprimorar meu acabamento e acelerar minha capacidade de produção. Mais pra frente trabalhei por um tempo como facção pegando peças já cortadas de confecções grandes.

Essa máquina é destinada a fechamento de peças seja roupas ou bolsas em tecido plano, podendo adaptar passadores de viés para tecido, pregar zíper de todos os modelos e com alta capacidade de produção. Então se você pretende trabalhar com grande quantidade de peças, tecido pesados e costura industrial, pode investir em uma reta industrial. Indico a Yamata porque é a que uso, mas Singer, Siruba e Piffaf são marcas super conceituadas no mercado.

Overloque

A terceira máquina que comprei foi o overloque, de segunda mão e paguei R$350,00. Não é industrial, e me atende bem até hoje inclusive para fechar malha que muita gente não gosta, mas isso é assunto pra outro post rs, mas quero muito trocar por uma 5 fios. A minha é da verde chinesinha modelo GN-1 Semi-industrial. Esta máquina fecha peças em tecido plano dando acabamento nas bordas de montagem, mas é necessário passar um costura reta para realmente fechar com firmeza a peça e a lubrificação é manual.

Colarette / Galoneira

galoneira-yamata_iZ1XvZxXpZ1XfZ58891361-8909494569-1.jpgXsZ58891361xIMA colarete ou Galoneira, foi a quarta máquina que comprei, é Industrial e destinada a fazer bainha e acabamentos em malha. A minha é este modelo da marca Yamata. Paguei R$1.600,00 semi-nova mas comprei na loja com garantia. Tem lubrificação automática, é super macia e recomendo caso seu objetivo seja produção com malha, mas se for apenas de uso pessoal, não precisa fazer um investimento tão alto. Dá pra quebrar o galho com um modelo portátil.

Convidei minha amiga Nill do Blog Moda By Nill, que também tem um canal no YouTube (Clique Aqui), onde ensina tutoriais de modelagem e costura, para falar de uma máquina linda com funções específicas para quem trabalha ou quer trabalhar com uma costura mais artesanal. Veja o texto dela.

Máquina de Costura Fadimex

A maquina de costura da Fadimex, mais conhecida como a fadinha da costura é simplesmente fantástica, com 100 pontos mais alfabeto (letras e números).Ela tem botão de arremate, retrocesso e posicionador de agulha. Tem também um botão start/stop e se você apertar esse botão ela costura sozinha sem você precisar pisar no pedal, e apertando ele novamente ela pára a costura. Excelente opção para quem é cadeirante.Ela também tem uma função de memória, que você pode gravar por exemplo o seu nome e depois ela borda sozinha! Display LCD de fácil visualização e entendimento.

Capacidade para duas agulhas que permite fazer costura dupla e usar o calcador para nervuras.

Tem um sisteminha para passar a linha na agulha que facilita.

Isolador de dentes para bordar, fazer casa de botão dentre outras coisas. E por falar em casa de botão ela faz uns 7 tipos, para jeans, tecido fino, para malha e com vários modelos.

Permite costuras tabulares. Ela também tem uma grande vantagem que é autovolt, 110V – 220V. Tem iluminação de LED e ainda vem com alguns calcadores muito bons.

Fonte: modaemoldes.com