29 Dicas de Como Escolher a Máquina de Costura Perfeita Para Você

Quantas de nós já se viu indecisa na hora de escolher e comprar uma máquina de costura? são tantos modelos, marcas, funções e preços que a cabeça da gente pira (de verdade!). Se você respondeu a esta pergunta com um “eu!”, este artigo é para você!

Uma máquina perfeita é aquela que atende completamente às suas necessidades de costura sejam elas em pequena ou grande escala, ou seja, a máquina que você for comprar precisa dar o suporte para o dia-a-dia do seu trabalho com costura senão a coisa não anda. Eu também já fui vítima da falta de conhecimento quando simplesmente comprei uma máquina e saí “metendo as caras”… resultado: quebrei as caras todas (rsrs), óbvio! daí me revoltei com a máquina, quis vendê-la, quase joguei a bichinha na parede, enfim, um desespero total porque em princípio a gente acha que máquina é tudo igual, mas não é.

Mas como acertar na escolha? como não me arrepender depois? Simples! dediquei alguns minutos do meu tempo a pesquisar, a entender o funcionamento da minha máquina e cheguei a conclusão que eu a máquina era boa, mas não era perfeita para o tipo de costura que eu estava fazendo. Então, resolvi compartilhar com você o que chamo de 04 passos básicos para a escolha da máquina perfeita, vá por mim… dá muito certo.

1º PASSO

DEFINA QUE TIPO DE COSTURA VOCÊ IRÁ FAZER, A FREQUÊNCIA E O LOCAL ONDE VOCÊ VAI COSTURAR.

Esta é a etapa mais importante do processo. Sem definir isto a escolha será ainda mais difícil porque, como já disse, existe uma gama enorme de máquinas para todos os gostos. Então saiba:

Com o que você quer trabalhar? (roupas, lingerie, bolsas, artesanato em tecido e decoração simples, patchwork e quilt, bordados);

Com que tipo de material? (napas, couros, tecidos leves como , tecidos elásticos como malha e viscolycra, tecidos pesados como jeans e brim, tecidos médios como tricolines, chitas, acolchoados);

Com que frequência a máquina será usada? (todos os dias, algumas vezes, o dia inteiro, algumas horas);

Qual será o volume de serviço que você vai acumular? (pouca coisa, muita coisa, algumas coisas)

Em que local você acomodará a sua máquina? (em seu quarto, em um cômodo próprio dentro de casa, no ateliê, dentro de um armário)

2º PASSO


PERGUNTE, ESCUTE/LEIA OPINIÕES

Não é vergonha pra ninguém sair perguntando a quem já tem experiência com máquinas, pelo contrário, isso enriquece ainda mais! Aproveite a opinião das amigas costureiras, elas valem ouro! você pode também visitar os sites de vendas de máquinas como americanas.com, Casas Bahia, Ponto Frio, e veja a opinião daqueles que já compraram uma máquina.

Obs: A maioria dos comentários negativos sobre máquinas de costura modernas nestes sites não se referem a elas em si, mas ao uso equivocado do aparelho por parte do comprado, tipo, não faz costura grossa, encrenca com tecidos elásticos, enfim, dificilmente você vai encontrar um comentário sobre defeitos físicos da máquina, garantia e coisas do gênero, o que denota a falta de informação do comprador.

3º PASSO

CONHEÇA OS TIPOS DE MÁQUINAS E SUAS FUNÇÕES

Não adianta comprar uma máquina achando que ela vai fazer tudo. Isso é uma utopia! para cada tipo de trabalho, uma máquina específica e um recurso específico, por exemplo: se vc quer fazer pequenos consertos vai precisar de uma máquina que tenha braço livre porque senão fica mais difícil fazer bainhas, se pretende fazer roupas e não tem uma overlock ou intralock (para acabamentos) vai precisar de uma máquina que tenha zig-zag, se quer fazer blusas com botões vai precisar de uma que tenha caseador (para fazer casa de botão) , alavanca para isolar os dentes ou isolador de dentes (para pregar botões), no mínimo. Se vai usar diversos tipos de tecidos vai precisar de uma que tenha a opção de regular a pressão do pé. Se for fazer trabalhos de decoração , bolsinhas e afins vai precisar de uma que tenha pontos decorativos.
Para facilitar, fiz um resumo para você:

Domésticas : Para uso caseiro, são máquinas que tem velocidade moderada e geralmente motor embutido, são mais silenciosas que as industriais. As mais modernas fazem costura reta, Zig-Zag, pontos decorativos, algumas tem caseado automático ou de 1 passo, braço livre, regulador de tensão do pé e do fio, podem também usar agulha dupla. Tudo vai depender do modelo da máquina.Podem também ser portáteis, ou seja, que se pode transportar (geralmente vem com uma alça para isto).
Industriais: São máquinas mais potentes, com motores de potencia e velocidade maior próprias para confecção em grande escala.
Bordadeiras: Industriais ou domésticas servem para fazer bordados eletrônicos ou não.

Para Quilt e Patchwork: Podem ser domésticas ou industriais. Geralmente as domésticas vem com acessórios específicos para quilt e patch, mas também fazem costura reta e pontos decorativos, algumas tem braço livre e mesa extensora.

Eletrônicas/computadorizadas: Podem ser domésticas ou industriais. Este tipo de máquina mais moderna tem placas de circuito interno que permitem, muitas vezes, costuras automáticas e armazenamento em memória. São mais completas porque permitem ao usuário uma gama enorme de controles, de pontos e até fontes. A maioria tem visor de LCD ou touchscreen

PESQUISE

Para não errar, pesquise tudo o que puder sobre as máquinas disponíveis no mercado: quanto tempo de garantia? tem assistência técnica na região onde você mora? as peças de reposição são fáceis de encontrar?, vem com acessórios (calcadores,bobinas, chaves etc.) quais os tipos e quantidade de pontos?, a velocidade, quantos PPM e RPM (pontos por minuto e rotações por minuto)?, Quanto consome de energia? tem o manual de instruções? está em português? e o que mais você desejar saber.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES EXTRAS PARA VOCÊ

Não compre pela emoção, pela beleza ou pelo preço. Compre pela FUNCIONALIDADE, ou seja pelo que a máquina pode oferecer de recursos para execução do seu trabalho.Lembre-se que muitas vezes o barato sai caro.
Pesquise os preços, pois varia muito!!! Geralmente na internet são mais baratas que em lojas físicas e dá para parcelar em até 12x sem juros. Em alguns sites o frete é grátis.Nunca tive problemas com compras na internet, comprei minhas três máquinas com frete grátis e todas chegaram perfeitas e antes do prazo de entrega estipulado pelas lojas.

Costuras robustas, com muitas camadas de tecido exigem uma máquina robusta (aquelas pretinhas antigas são as melhores domésticas que já vi, pois tenho uma que costura até 10 camadas de jeans sem “piar” ). Geralmente as mais modernas não fazem este tipo de costura, nem tente, eu tentei e desregulei a minha todinha e tive que mandar para o mecânico.

A maioria das máquinas domésticas mais modernas não tem lubrificação automática nem aqueles famosos buraquinhos para colocar o óleo, por isso é essencial que ao menos uma vez por ano se faça uma revisão e lubrificação das peças internas ( aqui eu paguei cerca de R$50, mas o preço varia muito de região para região).

Se você optar por uma máquina eletrônica e não sabe manusear a mecânica da máquina, não tente lubricar sozinha, pois já vi casos de pessoas que tentaram lubrificar em casa máquinas eletrônicas e por isso queimaram a placa de circuito que chegam a custar R$3.000 e na maioria dos casos não tem no Brasil.
Se você precisa de executar sua costura com rapidez, prefira máquinas com RPM (rotações do motor por minuto) e PPM (quantidades de pontos por minuto) altos.

Fonte: costurandofacil.blogspot.com.br