A Maneira Correta de costurar uma Bainha e Bainha invisível de uma Maneira Impecável

Fazer bainhas é um conhecimento indispensável mesmo para quem não tem afinidade com a costura.
Calças compradas em lojas, por exemplo, quase sempre são compridas demais e precisam ser encurtadas.
Ou é a saia do seu vestido preferido que você precisa encurtar ou encompridar, se quiser que ele continue na moda.
Embora bainhas feitas à máquina sejam bem mais rápidas de se fazer, elas ficam visíveis, e, dependendo do tipo de roupa e tecido, nem sempre isso é desejável. Por isso, vamos dar algumas dicas básicas sobre como fazer este acabamento sem que ele comprometa o visual da sua roupa.
Costura de uma bainha de calça comprida




Vire a calça do avesso, estenda-a sobre uma mesa e junte as duas pernas. Achate as pernas com as mãos e procure fazer com que as costuras de ambas se encostem. Prenda com alfinetes, bem acima das bainhas originais (ou da borda do tecido, se as pernas foram cortadas), de modo que os alfinetes não atrapalhem depois.
Estas medidas também são úteis se você quiser cortar as pernas de uma calça para fazer uma bermuda, pois elas ficarão do mesmo comprimento. Dobre uma bainha na largura desejada e marque com os dedos.
Faça o mesmo na outra perna da calça, certificando-se que elas fiquem do mesmo tamanho e altura. Prenda-as com alfinetes.
Tamanho ideal de bainha para calça comprida

Experimente a calça para ver se a bainha está na altura certa, antes de costurar. Na calça social e nos jeans com pernas mais largas, a barra deve cobrir ligeiramente a parte mais alta do calçado, na frente.
Se a calça estiver curta ou comprida demais, remova os alfinetes das bainhas e junte novamente as pernas para fazer os ajustes. Com estas dicas, você pode costurar a bainha da calça sem que ela fique torta ou as pernas com tamanhos diferentes.

Como costurar uma bainha invisível!

Aprenda como fazer tipos de bainhas que são discretos e praticamente invisíveis!
Tipos de ponto para bainhas:


PONTO ALINHAVO

Como diz o nome, serve para alinhavar a bainha no lugar, no caso de você querer costurá-la à máquina.
Leve a agulha na horizontal, prendendo diretamente o tecido à bainha com movimentos para cima e para baixo.
PONTO CHULEADO

Este ponto é perfeito para tecidos mais grossos que não desfiem – por exemplos, calças jeans que já vem com a bainha da loja.
Com a ponta da agulha, pegue dois ou três fios (ou mesmo um, no caso do brim) e faça o ponto na diagonal.
PONTO CRUZADO



A versão manual do ponto ziguezague, indispensável em tecidos que desfiem com facilidade.
Em vez de atravessar a agulha na diagonal, fazendo com que o ponto fique uma vez para fora e outra para dentro da bainha, o ponto cruzado fica todo sobre esta.
Pegue com a agulha uma pequena porção do tecido da bainha; depois, com a ponta da agulha, pegue três fios do tecido e faça novo ponto sobre a bainha.
PONTO INVISÍVEL

É o jeito de fazer bainhas em tecidos muito finos como microfibra, se você não quiser pespontar à máquina, mas mesmo assim às vezes pode marcar um pouco.
O ponto invisível é semelhante ao chuleado, só que mais junto.
Faça o ponto bem junto à bainha, e pegue apenas um fio do tecido de cada vez.
Dica para uma bainha de emergência

Dica final:
se você tem que sair com a roupa que precisa de bainha, e não tem tempo para costurar… uns pingos de cola de tecido também resolvem.
Exceto em tecidos muito finos e delicados.
Fonte: agulhadeouroatelie.blogspot.com.br


Loading...