Tecidos Transparentes – Aprenda Como Trabalhar com esse Tecido muito Delicado

Os tecidos transparentes geralmente são finos e leves. São feitos com fibras naturais, como a seda, ou fibras sintéticas, como o poliéster. Como são muito delicados, precisam de cuidados especiais no corte, montagem e passagem a ferro.

Existem dois tipos de tecidos transparentes:

Macios: são mais maleáveis, de toque macio. Exemplo: chiffon.
Firmes: são mais duros e por vezes, de toque mais áspero. Exemplo: organza.

Risco e corte
Quando o molde tiver partes de contorno bem definido, corta-se em papel de seda, já com as margens, alinhavando em seguida estas peças ao tecido e recortando tudo junto;
Ao costurar as partes, deve-se manter o papel de seda, só retirando este após ter terminado de unir as partes.

Montagem
Os detalhes de montagem nos tecidos transparentes devem ter acabamento perfeito, por serem visíveis do lado direito. Nestes casos, pode-se recorrer a costuras francesas ou debruadas ;
Se o tecido deslizar quando costurado, coloque papel de seda ente o tecido e o impelente;
O comprimento dos pontos deve ser pequeno;
Deve-se utilizar agulha fina;
Os tecidos transparentes podem ser arrematados com uma simples bainha virada. Nos tecidos mais maleáveis, pode-se aplicar uma bainha em rolinho. Estas bainhas podem ser feitas à mão ou à máquina, com o auxílio de um pé calcador-embainhador.

Passar a ferro
Antes de passar, faça um teste num pequeno retalho, para saber se o crepe tem a tendência a encolher ou franzir ao ser passado;
A temperatura deve ser sempre baixa;
Use um tecido de algodão para proteger o crepe, pois o contato com o ferro pode deixar o tecido brilhoso;




Fonte do Vídeo: Diana Demarchi

→ Cansada de Fazer Artesanatos que Não Trazem Retorno Financeiro?
⇒ Então você precisa ver isso!

Loading...