Tecido Seda delicado – Aprenda a trabalhar com tecido delicado

Descubra a maneira correta de como trabalhar com Tecido Seda delicado em seus projetos de costura

O Tecido Seda delicado pertencem ao grupo de estrutura com pêlos. Há uma rica variedade deste tipo de tecido, podendo ser de fibras naturais ou artificiais. Podem ser veludos, pelúcia, peles ou imitação de peles. Podem ter pêlo curto, com a superfície aveludada, com pêlos com menos de 3mm; ou pêlo longo com superfície com pêlos com mais de 3mm. Cada tipo deste tecido precisa de cuidados específicos. Os veludos podem ser feitos de seda, de acetato e ou de raiom.








Risco e corte

  • Nos tecidos de pêlo curto, você pode cortar com sentido do pêlo para cima, para obter um efeito de cor mais viva, e com sentido do pêlo para baixo, para obter um tom mais opaco;
  • Nos tecidos de pêlo longo, corte sempre com o sentido do pêlo para baixo.
  • Coloque as partes do molde sempre sobre o lado avesso do tecido;
  • Risque cuidadosamente as partes do molde com giz e corte rigorosamente em cima da linha riscada. Separe as partes e identifique todas do lado avesso para não confundi-las.

Montagem

  • Antes de costurar um tecido delicado, prenda as partes com alfinetes ou alinhave;
  • Mantenha as margens de costura regulares;
  • Costure apenas uma vez, pois se a costura for desfeita, deixará marcas no tecido;
  • Deve-se utilizar uma agulha fina de ponta arredondada (ponta bola);
  • As costuras devem ser feitas de preferência seguindo o sentido do pêlo;
  • Para os tecidos de pêlo alto, deve-se tomar também o cuidado de regular a tensão da máquina e aumentar o comprimento do ponto;
  • Nos tecidos de pêlo alto, elimina-se o excesso de volume nas margens de costura aparando o pêlo neste local;
  • Para os veludos, recomenda-se o acabamento da bainha com debrum, podendo este ser uma tira de tule. Em seguida vira-se a bainha e costura-se com um ponto invisível.

Passar a ferro

  • Para passar o veludo, que é um tecido delicado de algodão a ferro, coloca-se uma pano tipo flanela ou sarja e por cima deste outro tecido de algodão cru, e sobre este é que o ferro será passado;
  • Para passar o veludo de seda ou sintético, coloca-se o ferro com a base para cima e desliza-se suavemente sobre este o avesso do veludo. Quando se tratar de abrir costuras, dá-se com o ferro em temperatura baixa, ligeiras pancadinhas sobre a costura, pelo lado avesso da peça;
  • Tome cuidado para que a temperatura do ferro esteja sempre baixa, pois temperaturas elevadas podem derreter o veludo. Durante a montagem, passe a peça a ferro o menos possível, e quando o fizer faça sempre pelo avesso;
  • Da mesma forma, passe os tecidos de pêlo alto pelo avesso, fazendo o mínimo de pressão para evitar amassar o pêlo.
  • Para abrir costuras, utilize o bico do ferro ou apenas os dedos.

 




NOVIDADE: Aprenda de forma
FÁCIL a fazer Modelagem, Corte e Costura!
Clique AQUI

TECIDOS LISOS E TRANSPARENTES

Risco e corte

  • Estenda o tecido delicado sobre uma superfície plana e lisa;
  • Prenda as partes do molde ao tecido com alfinetes finos ou corte as partes do molde em papel de seda e una-as ao tecido por alinhavos, costurando papel e tecido juntos, para que o tecido não deslize;
  • Se for riscar o tecido, faça-o sempre pelo lado avesso;
  • Quando o molde tiver partes de contorno bem definido, corta-se em papel de seda, já com as margens, alinhavando em seguida estas peças ao tecido e recortando tudo junto;
  • Ao costurar as partes, deve-se manter o papel de seda, só retirando este após ter terminado de unir as partes.

Montagem

  • Costure apenas uma vez, pois os pontos depois de retirados deixam marcas no tecido. Para isso é necessário alfinetar ou alinhavar sempre as partes antes de unir;
  • Deve ser manuseado com cuidado, pois amarrota, suja e desfia com facilidade.
  • Para evitar que o tecido escorregue ao costurar, coloque tiras de papel de seda entre o tecido e o impelente;
  • Ajuste o comprimento e a tensão do ponto para evitar que o tecido franza com a costura. A tensão deve ser reduzida e o ponto deve ser pequeno;
  • Para evitar que o tecido estique, prenda sempre as partes com alinhavos;
  • Use agulha de máquina fina de ponta arredondada;
  • Os detalhes de montagem nos tecidos transparentes devem ter acabamento perfeito, por serem visíveis do lado direito. Nestes casos, pode-se recorrer a costuras francesas ou debruadas;
  • Os tecidos transparentes podem ser arrematados com uma simples bainha virada. Nos tecidos mais maleáveis, pode-se aplicar uma bainha em rolinho. Estas bainhas podem ser feitas à mão ou à máquina, com o auxílio de um pé calcador-embainhador.

Passar a ferro

  • Passe a seco, pois a água pode manchar o tecido;
  • A tábua de passar deve ser coberta com um tecido macio e a temperatura do ferro deve ser sempre baixa;
  • O ferro só deve entrar em contato direto com o tecido quando for necessário. Utilize um tecido de algodão para proteger enquanto passa. Para abrir as costuras deve-se usar apenas a bico do ferro, sem pressionar;
  • Antes de passar, faça um teste num pequeno retalho, para saber se o tecido tem a tendência a encolher ou franzir ao ser passado;

Aprenda no vídeo Como cortar tecido delicado e fino.

Créditos do Vídeo: Algodão Cru



OPORTUNIDADE Especial para Aprender ou
Melhorar seu Corte e Costura de uma forma Simples!
Clique AQUI Agora!!

Recomendamos: Quer participar de um Curso de Costura? Veja como Aqui!